Reunião da Direcção Nacional – Nota Informativa

Reunião da Direcção Nacional

A Associação dos Profissionais da Guarda – APG/GNR reuniu a sua Direcção Nacional para discutir o Relatório e Contas do ano de 2023 e o Orçamento e Plano de Actividades para 2024.

Houve ainda oportunidade de analisar o actual momento associativo e profissional e que não é indissociável do acto eleitoral do dia 10 de Março.

A Direcção Nacional da APG/GNR considera que, independentemente do Governo que venha a ser empossado não existe qualquer margem para cedência no que diz respeito à necessidade de dignificação das remunerações dos profissionais da GNR, bem como exige-se que já no imediato seja atribuído um suplemento de missão em moldes equivalentes ao da Polícia Judiciária, incluindo a retroactividade a Janeiro de 2023.

A APG/GNR está atenta aos desenvolvimentos políticos no país e inteiramente determinada a manter os protestos caso não exista uma posição clara do futuro Governo considerando inclusive que não há margem para negociação no que diz respeito ao suplemento de missão e ao tratamento equitativo que é exigível que seja prestado aos profissionais da GNR que estão diariamente expostos ao risco sem que isso seja devidamente reconhecido.

Independentemente da questão dos suplementos e remunerações, a APG/GNR terá sempre em conta na sua acção os direitos dos profissionais da Guarda e as suas condições de trabalho, não deixando de agir e intervir sempre que se justifique.

A defesa dos direitos dos profissionais da Guarda não é negociável ou permeável a contextos políticos e será sempre esse o primado da actuação da APG/GNR !

Lisboa, 12 de Março de 2024

A Direcção Nacional

Scroll to Top